image1

ISSN Revista Eletrônica: 2446-9459

ISSN Revista Impressa: 2237-3195


Links Relacionados

Seguindo a tendência da democracia das informações a seção Na rede destaca os espaços virtuais nos quais os pesquisadores podem encontrar importantes acervos online para o desenvolvimento de suas pesquisas.

ARQUIVO HISTÓRICO DE MOÇAMBIQUE (AHM)

O Arquivo Histórico de Moçambique, integrado à Universidade Eduardo Mondlane, além de ser o custodiador de toda a documentação oficial do país, incluindo uma larga seção colonial, atua também fortemente como órgão de pesquisa histórica, tendo constituído ao longo do tempo uma ampla coleção de fontes orais. Há um projeto de digitalização em curso.

Link para acesso: http://www.ahm.uem.mz

CASA COMUM


Plataforma de arquivos digitais colaborativa e de livre acesso mantida pela Fundação Mário Soares (Portugal). Abriga, entre outros materiais, documentação de personalidades e movimentos ligados à luta de libertação nas antigas colônias portuguesas, além de coleções digitalizadas dos arquivos históricos de países da CPLP.

Link para acesso: http://casacomum.org

CENTRO DE INTERVENÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO AMÍLCAR CABRAL (CIDAC) - PORTUGAL


Fundado em 1974 como Centro de Documentação e Informação Anti-Colonial, pelos militantes que publicavam clandestinamente o Boletim Anti-Colonial durante a ditadura salazarista, o centro mudou de enfoque mas continua a manter um dos mais importantes acervos portugueses sobre as lutas de libertação africanas, cujo catálogo pode ser consultado através do site.

Link para acesso: http://www.cidac.pt

FUNDAÇÃO AMÍLCAR CABRAL - CABO VERDE

A Fundação dispõe de uma importante biblioteca e de um arquivo valioso sobre a luta de libertação da Guiné-Bissau e Cabo Verde, com alguns recursos disponibilizados no site. A Fundação também desenvolve projetos de pesquisa e tem uma série de publicações, especialmente voltado para o processo de independência e para a figura de Amílcar Cabral.

Link para acesso: http://www.familcarcabral.org.cv

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS (INEP) - GUINÉ-BISSAU

Fundado em 1984, o INEP é a única instituição pública de pesquisa da Guiné-Bissau. O site permite o acesso livre a publicações e documentos, além de disponibilizar todas as edições da Revista Soronda, publicada entre 1986 e 2004 e uma das principais coleções de artigos científicos produzidos no e sobre o país.

 

Link para acesso: http://www.inep-bissau.org

MEMÓRIAS DE ÁFRICA E DO ORIENTE - PORTUGAL

Portal mantido pela Universidade de Aveiro que reúne referências bibliográficas de materiais diversos relativos à África em centros de pesquisa em Portugal e nos países africanos de língua oficial portuguesa. Conta ainda com um importante acervo digital, concentrado em publicações da administração colonial portuguesa na África.

Link para acesso: http://memoria-africa.ua.pt

LABORATÓRIO DE ESTUDOS AFRICANOS – LEÁFRICA – UFRJ

 

O Laboratório de Estudos Africanos (LeÁfrica) propõe a constituir-se num espaço acadêmico, situado no Departamento de História do IFCS-UFRJ, dedicado ao ensino, pesquisa e atividades de extensão sobre temas relacionados às sociedades africanas, em sua história e nas diversas expressões de sua cultura. Pretende, ainda, contribuir para as discussões sobre as formas como esses mesmos temas vem sendo pensados nas universidades e instituições acadêmicas dessa área no Brasil, a partir de diferentes campos de estudo. 

 

Link para acesso: http://leafrica.historia.ufrj.br/

NUCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS – NEAB – JUIZ DE FORA

 

 

Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB)  é um órgão suplementar da Universidade Federal de Juiz de Fora, vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa. Internamente, por seu caráter interdepartamental, o núcleo busca garantir a participação de docentes, discentes, pesquisadores e servidores de todos os departamentos e unidades acadêmicas da UFJF. Por outro lado, o núcleo tem como proposta o desenvolvimento de um diálogo contínuo e participativo dos diversos segmentos do movimento negro da cidade com representantes em seu conselho deliberativo.

 

Link para acesso: http://www.ufjf.br/neab/

UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA – UNILAB

 

 Unilab tem como objetivo ministrar ensino superior, desenvolver pesquisas nas diversas áreas de conhecimento e promover a extensão universitária, tendo como missão institucional específica formar recursos humanos para contribuir com a integração entre o Brasil e os demais países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), especialmente os países africanos, bem como promover o desenvolvimento regional e o intercâmbio cultural, científico e educacional.

 

Link para acesso: http://www.unilab.edu.br/institucional-2/

GRUPO DE PESQUISA AFRICAS – LEDDES – UERJ

 

Grupo de pesquisa Áfricas vinculado ao Laboratório de Estudos das Diferenças e Diversidades – LEDDES da UERJ. Criado em 2001, faz parte do Programa de Pós Graduação e História-PPGH e do Departamento de História da UERJ. O LEDDES possui caráter transdisciplinar, propondo-se analisar os traços diacríticos historicamente produzidos que constituem as diferenciações e desigualdades. Entre estas, destaca em especial, as de status, de ocupação no mercado de trabalho, de gênero, de geração, as étnicas e as raciais, assim como as linguísticas, as regionais e nacionais, entre outras, que não apenas distinguem, mas hierarquizam, subordinam, opõem e excluem pessoas e grupos, direcionando e produzindo condutas.

Link para acesso: http://grupoafricas.wixsite.com/site

GRUPO DE APOIO À PESQUISA BRASIL AFRICA - USP

 

O projeto “A África no Brasil e o Brasil na África: novos horizontes” reúne pesquisadores de várias unidades da Universidade de São Paulo, ligados às disciplinas da antropologia, da literatura, da história social, da cultura e da história econômica, que compartilham temas relativos aos estudos africanos. Sediado no Núcleo de Apoio à Pesquisa Brasil-África, seus propósitos mais amplos relacionam-se, aos efeitos positivos das práticas interdisciplinares sobre áreas específicas e ao estreitamento das conexões entre a universidade e a sociedade brasileira. De acordo com a tradição da Universidade de São Paulo nos estudos africanos e afro-brasileiros, pretende-se contribuir para a renovação dos caminhos da pesquisa e da constituição de conhecimento a partir do diálogo interdisciplinar e da interface possível entre as disciplinas envolvidas.

 

 

Link para acesso: http://brasilafrica.fflch.usp.br/inicio

Untitled Document
© 2015 - 2017 - Lásaro Carvalho - Todos os direitos reservados.